(11) 3815-4887

Boletins

Data Titulo Assunto Ver
01/08/2017 BOLETIM MENSAL DE ACOMPANHAMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL EDIÇÃO N° 126 Destaques de agosto de 2017 - Demanda de gás natural: Novo aumento superior a 9,0 milhões de m³/d no consumo de gás natural do segmento termelétrico. Essa maior demanda impactou no consumo total gás natural que passou de 87,6 para 97,4 milhões de m³/d, recorde de 2017. - Oferta nacional: Apesar da redução de 3,6 milhões de m³/d na produção, a oferta nacional foi impactada em menos de 0,7 milhão de m³/d. - Reinjeção de gás natural: A reinjeção caiu de 29,5 para 27,9 milhões de m³/d. - Queima de gás natural: A queima foi reduzida de 4,2 para 3,4 milhões de m³/d, influenciada pelo maior aproveitamento do gás natural na plataforma P-66, que entrou em operação em maio desse ano.
01/07/2017 BOLETIM MENSAL DE ACOMPANHAMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL EDIÇÃO N° 125 Destaques de julho de 2017 - Demanda de gás natural: Em relação ao mês anterior, o consumo de gás natural aumentou de 78,0 para 87,6 milhões de m³/d. O segmento de maior influência no incremento foi o termelétrico, com aumento de consumo de 9,3 milhões de m³/d. (págs. 14 a 21) - Oferta nacional: Recorde de oferta de gás nacional, 63,1 milhões de m³/d. (págs. 4 a 10) - Produção nacional: Recorde de produção nacional, 115,0 milhões de m³/d. (págs. 5 a 7) - Reinjeção de gás natural: Volume diário atinge 29,5 milhões de m³, maior média desde outubro/2016. (pág. 8)  Oferta de gás importado: Acompanhando o aumento da demanda, a oferta de gás natural importado aumentou de 19,0 para 29,6 milhões de m³/d. (págs. 11 e 12)
01/06/2017 BOLETIM MENSAL DE ACOMPANHAMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL EDIÇÃO N° 124 Destaques de junho de 2017 - Demanda de gás natural: Em relação ao mês anterior, o consumo de gás natural diminuiu de 84,2 para 78,0 milhões de m³/d. O segmento de maior influência na queda foi o termelétrico com redução de 6,4 milhões de m³/d no consumo. - Oferta nacional: Apesar da redução da demanda, houve incremento da oferta nacional que passou de 56,8 para 61,9 milhões de m³/d, impactada pelo aumento da produção. - Produção nacional: A produção nacional aumentou de 104,8 para 111,1 milhões de m³/d, influenciada tanto pelo incremento da produção de gás associado quanto de gás não associado). - Queima de gás natural: Queima de gás natural aumentou 22% em relação ao mês anterior. Destaca-se que o incremente está relacionado principalmente à plataforma P-66, que entrou em operação em maio/17. - Oferta de gás importado: Houve redução da oferta de gás importado, devido ao cenário de redução da demanda total com aumento da oferta nacional. A importação boliviana caiu de 27,0 para 16,2 milhões de m³/d.
01/05/2017 BOLETIM MENSAL DE ACOMPANHAMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL EDIÇÃO N° 123 Destaques de maio de 2017 - Demanda de gás natural: Em relação ao mês anterior, o consumo de gás natural diminuiu de 85,2 para 84,2 milhões de m³/d. (págs. 14 a 21) - Oferta nacional: Apesar da redução da demanda, houve incremento da oferta nacional que passou de 55,6 para 56,8 milhões de m³/d, impactada pelo aumento da produção. (págs. 4 a 10) - Produção nacional: A produção nacional aumentou de 102,6 para 104,8 milhões de m³/d, influenciada principalmente pelo incremento da produção nos FPSOs Cidade de Angra dos Reis e Cidade de Mangaratiba (campo de Lula, Rio de Janeiro). (págs. 5 a 7) - Oferta de gás importado: Redução da oferta de gás importado, traduzida na menor importação de gás boliviano, devido ao cenário de redução da demanda total com aumento da oferta nacional. A importação boliviana caiu de 30,2 para 27,0 milhões de m³/d. (págs. 11 e 12)
01/04/2017 BOLETIM MENSAL DE ACOMPANHAMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL EDIÇÃO N° 122 Destaques de abril de 2017 - Demanda de gás natural: Em relação ao mês anterior, o consumo de gás natural aumentou de 76,3 para 85,2 milhões de m³/d, influenciado principalmente pelo segmento termelétrico. (págs. 14 a 21) - Oferta nacional: A oferta nacional aumentou de 51,9 para 55,6 milhões de m³/d, impactada pela redução da injeção e pelo aumento da produção de gás não associado. (págs. 4 a 10) - Produção nacional: A produção nacional de gás associado permaneceu estável, já a produção de não associado aumentou de 20,4 para 21,6 milhões de m³/d. (págs. 5 a 7) - Queima de gás natural: Queima de gás natural permaneceu estável em relação ao mês anterior. (pág. 8) - Reinjeção: Houve redução de 10% na reinjeção de gás natural, ocorrida principalmente no Estado do Rio de Janeiro. (pág. 9) - Oferta de gás importado: O aumento de 12% da demanda total impactou também a oferta importada, que passou de 28,2 para 33,3 milhões de m³/d. (págs. 11 e 12)
01/03/2017 BOLETIM MENSAL DE ACOMPANHAMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL EDIÇÃO N° 121 Destaques de março de 2017 - Demanda de gás natural: Em relação ao mês fevereiro de 2017, o consumo de gás natural aumentou 6,6%, resultado do incremento dos segmentos industrial e de geração termelétrica. (págs. 14 a 21) - Oferta nacional: A oferta nacional caiu de 57,1 para 51,9 milhões de m³/d, impactada principalmente pela redução da produção. (págs. 4 a 10) - Produção nacional: A produção nacional foi reduzida pela terceira vez consecutiva. Dessa vez caiu de 106,6 para 101,4 milhões de m³/d. (págs. 5 a 7) - Queima de gás natural: Queima de gás natural em relação à produção caiu de 3,7% para 3,4%, influenciada principalmente pela redução da queima nos campos de Roncador e Lapa. (pág. 8) - Reinjeção: Aumento na reinjeção de gás natural, que passou de 27,4 para 28,5 milhões de m³/d. (pág. 9) - Oferta de gás importado: Compensando a redução da oferta nacional, a oferta importada passou de 19,2 para 28,2 milhões de m³/d. (págs. 11 e 12)
01/02/2017 BOLETIM MENSAL DE ACOMPANHAMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL EDIÇÃO N° 120 Destaques de fevereiro de 2017 - Demanda de gás natural: A demanda total permaneceu estável em relação ao mês anterior. (págs. 14 a 21) - Oferta nacional: Impactada pela redução da produção, a oferta nacional caiu de 59,2 para 57,1 milhões de m³/d. (págs. 4 a 10) - Produção nacional: Redução de 109,9 para 106,6 milhões de m³/d. (págs. 5 a 7) - Queima de gás natural: A interrupção do Sistema de Produção Antecipada - SPA no campo de Búzios influenciou na redução da queima de gás natural, que passou de 4,3 para 4,0 milhões de m³/d. (pág. 8) - Reinjeção: Novamente a reinjeção de gás natural caiu, dessa vez a redução foi de 2,2%. (pág. 9) - Oferta de gás importado: Compensando a redução da oferta nacional, a oferta importada passou de 16,4 para 19,2 milhões de m³/d. (págs. 11 e 12)
01/01/2017 BOLETIM MENSAL DE ACOMPANHAMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL EDIÇÃO N° 119 Destaques de janeiro de 2017 - Demanda de gás natural: Em comparação ao mês anterior, a demanda total caiu de 77,0 para 72,0 milhões de m³/d, sendo a queda relacionada principalmente ao segmento termelétrico. (págs. 14 a 21) - Oferta nacional: Pelo terceiro mês consecutivo a oferta nacional continuou próxima de 60 milhões de m³/d. (págs. 4 a 10) - Produção nacional: Após atingir recorde histórico em dezembro de 2016, a produção de gás natural caiu 1,6% fechando o mês com 109,9 milhões dem³/d. (págs. 5 a 7) - Queima de gás natural: Queima de gás natural permaneceu estável em relação ao mês anterior. (pág. 8) - Reinjeção: Redução de 1,5 milhões de m³/d na reinjeção de gás natural (queda de 5%). (pág. 9) - Oferta de gás importado: Redução de 19,6 para 16,4 milhões de m³/d. (págs. 11 e 12)
01/12/2016 BOLETIM MENSAL DE ACOMPANHAMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL EDIÇÃO N° 118 Destaques de dezembro de 2016 - Demanda de gás natural: A demanda total caiu 12% em relação ao mês anterior, atingindo 77,0 milhões de m³/d. A redução está relaciona principalmente ao menor consumo do segmento termelétrico. (págs. 14 a 21) - Oferta nacional: Queda de 4% na oferta nacional, entretanto a oferta continuou próxima de 60 milhões de m³/d. (págs. 4 a 10) - Produção nacional: Novo recorde de produção de gás natural: 111,8 milhões de m³/d. (págs. 5 a 7) - Queima de gás natural: O aumento de 3,8 para 4,4 milhões de m³/d da queima total está relacionado, principalmente, com o sistema de produção antecipada de Búzios (FPSO Dynamic Producer). (pág. 8) - Reinjeção: Após duas reduções consecutivas, no mês de dezembro/2016 houve aumento de 10% na reinjeção de gás natural quando comprado ao mês anterior. (pág. 9) - Oferta de gás importado: Oferta de gás importado caiu para 19,6 milhões de m³/d, menor valor desde janeiro de 2004. (págs. 11 e 12)
01/11/2016 BOLETIM MENSAL DE ACOMPANHAMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL EDIÇÃO N° 117 Destaques de novembro de 2016 - Demanda de gás natural: A demanda total aumentou de 84,0 para 87,1 milhões de m³/d, influenciada principalmente pelo segmento termelétrico. (págs. 14 a 21) - Oferta nacional: Oferta nacional bate recorde atingido 62,6 milhões de m³/d. (págs. 4 a 10) - Produção nacional: Novo recorde de produção de gás natural: 111,1 milhões de m³/d. (págs. 5 a 7) - Reinjeção: Novamente houve redução da reinjeção de gás natural, queda de 30,4 para 26,8 milhões de m³/d. (pág. 9) - Oferta de gás importado: Redução de 7,6% na oferta de gás importado, reflexo da menor importação de gás boliviano. (págs. 11 e 12)